14 de setembro de 2010

Dicionário Benfiquês-Português

Hoje, durante o meu dia de trabalho, lembrei-me de ajudar toda a comunidade não-benfiquista a entender um pouco do dialecto que o Benfica usa para comunicar com os seus simpatizantes. Vou então tentar descodificar partes do comunicado que o Benfica emitiu ontem.

Em primeiro lugar o(s) autor(es) do texto começou(começaram) por fazer um pequeno ponto de situação onde tinha frases como:
«a esperança de um campeonato sério ainda não morreu, mas foi fortemente atingida» que podemos traduzir livremente por «ainda temos hipótese de ser campeões, mas já não vejo jeito»;
«O Benfica agirá sempre no estrito cumprimento da lei, não estando disponível para trilhar caminhos sinuosos que outros percorreram sem problemas de consciência e sem reparo ou castigo da justiça.»
esta frase significa que o Benfica nunca aceitaria, por exemplo, receber um troféu depois de adeptos seus andarem a ameaçar por telefone árbitros dos seus jogos, antes e depois dos mesmos;
«No nosso mandato não vamos montar uma estrutura organizada à margem da lei, nem um modelo de violência e intimidação de agentes desportivos ou jornalistas. Essa não é a nossa postura, nem a nossa forma de agir. Ganhar dessa forma é apenas alimentar uma mentira.» aqui, o Benfica faz uma espécie de juramento. O que se jura é que o Benfica não voltará a mandar 'capangas' a um aeroporto agredir o empresário de um atleta, ou que não voltará a organizar emboscadas em túneis. Em suma, que o seu presidente não mais fará as coisas "por outro lado".

Depois desta introdução seguem-se sete pontos distintos. Queria realçar apenas que foi de uma deselegância, por parte de quem elaborou o comunicado, ter incluído no mesmo mais pontos do que os que a equipa de futebol profissional conquistou no campeonato até à data. Vamos então analisar esses pontos:

1) «Cada um deve assumir as suas responsabilidades e o senhor Vítor Pereira tem a obrigação de garantir condições de igualdade nos critérios e na acção dos árbitros a todos os clubes em Portugal. Algo que até aqui não aconteceu.»
Aqui o Benfica exige que o responsável pela arbitragem admita que os árbitros não têm tratado todas as equipas com base no mesmo critério. Muito me admira esta posição do clube, porque isso já o Sr. Vítor Pereira tinha referido a meio da época anterior, mas como foram campeões devem ter feito orelhas surdas. (Aqui poderia ter feito uma piada fácil com base no volume das orelhas do Sr. Vieira, mas preferi não o fazer.)

2) «queremos pedir aos sócios e adeptos do Benfica que continuem a apoiar, de forma inequívoca e sem reservas, a equipa nos jogos que o Benfica realiza no Estádio da Luz, mas que se abstenham de se deslocar aos jogos fora de casa» Aqui o Benfica tenta castigar todos os clubes 'pequenos' por ousarem conquistar pontos frente à sua equipa. Aconselhando os benfiquistas a guardar o dinheiro para vir encher os cofres da "Instituição Benfica". Ainda neste ponto o Benfica acrescenta «os sócios e adeptos do Sport Lisboa e Benfica não devem continuar a ser lesados económica e emocionalmente.», aqui outro erro por parte de quem escreveu o comunicado, porque se não quiserem sair lesados, os benfiquistas também não deveriam assistir aos jogos em casa.

3) «Solicitar ao Presidente do Sport Lisboa e Benfica a suspensão imediata de quaisquer negociações relativas aos direitos televisivos relativos aos jogos da sua equipa profissional a partir da época 2012/13 que possam estar a decorrer com a Olivedesportos. Mais, foi igualmente solicitada uma avaliação no sentido de apurar a possibilidade do Clube passar a gerir de forma autónoma os seus direitos audiovisuais.

Não podemos continuar a tolerar que a falta de seriedade dentro de campo tenha a cumplicidade daqueles que, tendo os nossos direitos televisivos, não revelam isenção na análise e camuflam os erros daqueles que sistematicamente nos prejudicam.»

Tradução: «Vais-te f**** Oliveira, não ajudas na propaganda encarnada vais ter de pagar a BenficaTV a partir de 2013 se quiseres ver o "Glorioso", tu e toda a gente. O que é isso, por a hipótese do Benfica não estar em primeiro por culpa própria?»

4) «Equacionar, em face do desgaste e da falta de garantias de isenção na arbitragem agora evidenciadas, a participação na presente edição da Taça da Liga.» ou seja «em princípio ninguém nos apanha na Taça da Liga, já não nos basta passar vergonha com as equipas da Primeira Liga íamos agora sujeitar-nos a passar também com as da Segunda. Assim até poupamos energia para as competições que tem algum valor.»

5) «Solicitar à comunicação social que, fazendo o seu trabalho, denuncie quem adultera as regras. Que investigue as notas que alguns observadores têm atribuído a algumas actuações de árbitros. Que compare aquilo que sucedeu no campo com a nota posteriormente atribuída.» Esta aqui não percebi muito bem. Deve ser dirigida à BenficaTV ou ao jornal A Bola, visto que é a única imprensa que este clube reconhece.

6) «Solicitar ao Senhor Ministro da Administração Interna uma audiência para debater a violência de que a equipa do Benfica tem sido alvo cada vez que se desloca ao Porto.» Tanta formalidade para quê? No próximo jogo do Benfica em casa combinam melhor isso, já que ele é presença assídua na tribuna da Luz. Tanto ele, como o seu antecessor, como o Ministro da Justiça, como um ex-Ministro dos Assuntos Parlamentares.

7) «Declarar o Secretário de Estado ‘persona non grata’ pelo trabalho que prestou ao futebol português. Abandonou a anterior Direcção da Liga no seu combate pela credibilização do futebol português, alheou-se – por completo – do processo “apito Dourado”. É, ainda, o responsável por nada fazer para aplicar a lei, pelo que a arbitragem e a Comissão Disciplinar continuam na Liga, quando já deviam estar na Federação Portuguesa de Futebol desde 1 de Julho.» Então Laurentino? Alheou-se da caça ao FC Porto? Como é que quer ser bem-visto pelo clube do estado? Ainda foi capaz de deixar a Comissão Disciplinar na Liga? Não vê que o Sr. Ricardo Costa já não é o responsável por ela? Assim o Benfica não tem lá que arranje o 'caldinho'... Oh...

E por último:
«Queremos concluir dizendo que compete aos benfiquistas defender o Benfica e apelando a todos para amanhã, no nosso estádio, darmos uma grande demonstração da nossa força e da nossa união.» Aqui a força do Benfica ficou bem patente. Equipa em baixo de forma, estádio meio. E não só! Aos 16 minutos da primeira parte ficou uma grande-penalidade por assinalar a favor do Hapoel por agarrão de Luisão ao avançado dos Israelitas. O Benfica venceu por 2-0. Pelo menos na Liga dos Campeões a verdade desportiva está garantida.