23 de outubro de 2010

Não tenhas dúvidas!

«Obviamente que o Porto terá de ser campeão. Se não for campeão, não estarei aqui eu para o ano, mas outro treinador.»

A frase, obviamente, é de André Villas-Boas. E muito dificilmente não será verdade. Foi verdade, por exemplo, para Fernando Santos, Octávio Machado, Couceiro e Jesualdo Ferreira.

André Villas-Boas sabe que é improvável que tenha tratamento de excepção em caso de fracasso. O FC Porto dá todas as condições aos treinadores para trabalharem com tranquilidade. Quando não chegam ao sucesso, regra geral, é por falta de competência.

Competência essa que parece não faltar a Villas-Boas que, como Pinto da Costa teve oportunidade de referir, 13 vitórias (e 1 empate) em 14 jogos oficiais é um registo impressionante. Infelizmente para ele, e para nós portistas, isso não chega para ganhar nada (excepto, claro, a Supertaça por se tratar de um jogo apenas). É preciso manter este ritmo até ao fim, até porque o plantel é grande e com uma qualidade média fantástica.

Por isso André, se não fores campeão, tens a porta de saída aberta. Mas nós sabemos que não nos vais desapontar.