30 de setembro de 2011

A Arte de Complicar e a alegada Crise no Dragão



Até ao disparate de Fucile tudo estava equilibrado neste último Zenit - FC Porto, como prova a imagem a baixo guardada no intervalo da partida. Só que há asneiras que se pagam bem caras, e esta de Fucile andou bem perto do imperdoável.



No dia 17 de Janeiro foi escrito o seguinte no já nosso conhecido Porta 19:
“Fucilitar”
v. trans. 1. Transformar uma situação em que um indivíduo que possua talento natural mais que suficiente para a ultrapassar sem dificuldades num caso sério de perigo para a sua integridade profissional e moral. s.m.  2. Agir como Fucile.


Fucile, um dos jogadores mais acarinhados pelos portistas, por vezes tem erros como o de quarta-feira. São estes erros que o impedem de ser considerado um jogador de eleição para a sua posição. Embora seja admirador dele, nunca sei quando vai fazer um grande jogo ou ter uma exibição para esquecer.

Por isso não vou na conversa da treta de «Crise no Dragão». Eu acredito nesta equipa e sei que em condições normais vencerá o campeonato. Até porque, como se viu contra o Benfica na primeira parte, a jogar ao seu nível, em Portugal não tem rival à altura.