18 de agosto de 2012

Começa a caminhada para o Tri

Já com a Supertaça no bolso e o plantel completo depois da chegada de todos os jogadores que participaram nos Jogo Olímpicos, o FC Porto defrontará no domingo em Barcelos a única equipa que lhe impôs uma derrota a contar para o campeonato nas duas últimas épocas, ou seja, o Gil Vicente. É claro que foi preciso uma mãozinha de Bruno Paixão para que isso fosse possível, mas isso agora é irrelevante.

O nosso maior inimigo neste jogo - além do próprio Gil Vicente, claro - será a indefinição em volta de um plantel que tarda em ficar fechado. Enquanto Álvaro Pereira apenas aguada que o FC Porto receba uma proposta aceitável para sair, outros casos há que continuam um mistério. Aceitando como verdadeiros os rumores da imprensa, Hulk, Fernando, James e Moutinho continuam a ser muito cobiçados e podem mesmo sair, o que muito provavelmente fará com que seja preciso reforçar o plantel, principalmente para colmatar a saída de Moutinho ou Fernando.

Quanto ao jogo em si, é difícil para já fazer uma previsão uma vez que se trata da primeira jornada mas, falando apenas na equipa do FC Porto, será de esperar um onze inicial muito semelhante ao da Supertaça talvez com a entrada de Hulk, Alex Sandro e Moutinho para os lugares de Atsu, Mangala e Defour.

Escusado será dizer que jogue quem jogar o FC Porto contará com o meu apoio e que estou convicto que trará consigo os três pontos na viagem de regresso ao Porto.