15 de abril de 2013

Imparcialidade


«Depois de tirar a bola do alcance de Abdoulaye, Mossoró deixa-se cair na grande-área portista antes que haja qualquer contacto. Lance de difícil análise e que só após recorrer às imagens televisivas se pode concluir que foi mal ajuizado pelo árbitro. Por isso, deve ser dado o beneficio da dúvida a João Capela.»

Foi isto o que nenhum dos três ex-árbitros que escrevem no Tribunal d'O Jogo disse. Preferiram uma vez mais fazer de conta que houve mesmo falta, sendo que o Jorge Coroado ainda parece ficar ofendido com a pergunta - mas dos três é o único que ainda dá a entender que há ângulos onde se pode ver que não é o Abdoulaye que provoca a queda do Mossoró.


Numa final decidida com um penalti e, ainda mais importante, expulsão resultantes de uma simulação e uma má decisão do árbitro, a conclusão que os experts na matéria tiram é que a arbitragem não teve influência no resultado. É preciso ter tomates. Bravo.