7 de julho de 2013

O 11 dos suplentes

Ainda não se sabe bem as voltas que esta pré-época vai dar, mas, para já, parece evidente que vamos ter mais e melhores segundas opções.

Partindo desta premissa, tomei a liberdade de elaborar um 11 - não olhem muito ao esquema táctico - apenas com aquelas que, à partida e tendo em conta o actual plantel, são as segundas opções para as 11 posições.


Fabiano tem correspondido quando é chamado e esteve a bom nível na B.

Os dois centrais têm condições para serem titulares, Fucile dispensa apresentações e Quiño foi seguro na B e sereno quando teve que fazer o lugar de Alex Sandro.

O meio-campo é jovem mas com muita garra - principalmente os portugueses - e ainda sobra um brasileiro jeitoso para as bolas paradas.

Finalmente, no ataque, Kelvin e Iturbe deverão estar atrás de Varela e Licá - isto se não forem emprestados - e compensam alguma falta de maturidade táctica com irreverência e imprevisibilidade.

No lugar de Jackson está a única opção do plantel que está em vias de ser apresentado. Tive que recorrer a um "talvez" porque, na primeira semana de trabalho, foram Varela e Licá a fazerem de pontas-de-lança.