20 de abril de 2015

Que defesa esperar em Munique?

"Logicamente que temos de fazer alterações, amanhã verei", foi assim que Lopetegui respondeu à pergunta sobre os substitutos dos castigados Alex Sandro e Danilo. Embora não queira abrir o jogo, é fácil prever que o treinador espanhol fará alinhar Indi como defesa-esquerdo, ficando apenas a questão de quem, juntamente com Maicon e Marcano, completará a defesa azul-e-branca - Reyes ou Ricardo? A resposta não é fácil e neste momento apenas Lopetegui a poderá dar. Certo será apenas que, seja qual for o escolhido, o FC Porto terá uma linha defensiva inédita frente ao Bayern de Munique.

Caso não queira desfazer a dupla que mais garantias tem dado - Maicon/Marcano -, o treinador portista deverá apostar em Ricardo como lateral-direito. Essa possibilidade é mesmo a mais provável segundo os especialistas, mas o jogo frente à Académica trouxe um dado novo: Lopetegui levou Marcano para o banco e decidiu dar-lhe cerca de meia hora de jogo ao lado de Reyes. Poderá significar isso que poderá ser essa a dupla de centrais para a segunda mão dos quartos-de-final? Se for esse o caso, Maicon será deslocado para a direita da defesa. Embora o brasileiro já tenha desempenhado a tarefa por várias vezes com Vítor Pereira no comando, seria a primeira vez sob as ordens de Lopetegui. E não foi por falta de oportunidades para o fazer, uma vez que contra o Basileia e o Sporting Maicon estava em campo quando Danilo foi substituído por lesão e as escolhas para fechar à direita recaíram sobre Alex Sandro e Indi, respectivamente.

A hipótese Herrera

Embora menos provável, há quem avance com a hipótese de ser o médio mexicano a fazer de Danilo. Não sendo um cenário descartar por completo, este afigura-se como uma solução mais remota. A derivação de Herrera para a defesa implicaria mexer num segundo sector da equipa, o meio-campo, que teve um papel fundamental na vitória por 3-1 no jogo da primeira mão. Lopetegui não deverá querer desfazer o trio que o camisola 16 forma habitualmente com Casemiro e Óliver, mas caso decida fazê-lo surgirá nova dúvida: quem jogará a meio-campo? Rúben Neves? Evandro?

Todas estas perguntas serão respondidas apenas quando faltar cerca de uma hora para o início do jogo, até lá todos os cenários serão possíveis. Casemiro no centro da defesa passando Maicon para a direita, Indi à direita com Reyes à esquerda ou vice-versa, uma defesa com três centrais reforçando o meio-campo com mais um elemento, ou até jogar com apenas dois avançados para colocar mais um médio no auxilio a Ricardo caso este jogue como titular na lateral direita. São estes alguns dos cenários avançados até ao momento por portistas e/ou opinadores. Haja imaginação!